Jovem morto no Jardim Noroeste pode ter sido executado pelo PCC

A prisão de uma quadrilha por suspeita de tráfico de drogas, na madrugada deste sábado (02), levou a polícia até uma lista com nomes de cinco pessoas, sendo que duas destas foram assassinadas recentemente, entre esses está o jovem Jamsonn Luiz Cordeiro, de 19 anos, morto com um tiro na testa na última quarta-feira (30), no bairro Jardim Noroeste, em Campo Grande.

Jamsonn é conhecido das autoridades por seu envolvimento com o tráfico de drogas e também por ter matado o próprio irmão, Gílson Eduardo Cordeiro, de 16 anos, ainda quando tinha 15 anos de idade. A investigação do caso apontou que a vítima vinha sofrendo ameaças, inclusive, antes de ser morto, tinha sido atingido por três tiros numa primeira tentativa de homicídio. Jamsonn foi morto uma semana após receber a alta médica e voltar para casa.

Agora, com a descoberta da lista, a investigação acredita que o jovem pertencia a uma facção criminosa e que sua morte foi ocasionada por outra facção, rival. A polícia não divulgou os demais nomes existentes na lista, mas disse que um deles também já foi assassinado e que os outros três ainda estão vivos.

Roubo de veículo

As autoridades chegaram até essa lista de nomes após prender uma quadrilha. A ocorrência começou após um veículo Cobalt ser roubado no bairro Tiradentes, na noite de sexta-feira (1º). Dois homens armados surpreenderam a condutora, que estava com o seu filho no banco da frente, e anunciaram o assalto. Os criminosos mandaram eles descerem e sentarem na calçada, fugindo em seguida com o carro.

O automóvel foi localizado horas depois por policiais, em Sidrolândia, já na madrugada deste sábado. Na abordagem, os militares prenderam Wellisson Souza Silveira, de 25 anos, que confessou ter recebido dinheiro para buscar drogas no Paraguai e entregar na Capital.

Em seguida, os policiais foram até o endereço dos responsáveis por contratar o motorista. Em uma casa na rua Borborema, no bairro Noroeste, foram presos em flagrantes Valdomiro da Silva Espinoza, 40, James Damm Lucas Martins, 25, Tanaíse Espinoza do Nascimento, 23, Camila  Lemes Lucas, 36, e Willian Martins, de 22. Destes, Valdorimo e James Damm tinham mandados de prisão em aberto, o segundo era evadido da Gameleira.

Na casa, foram apreendidos um revólver calibre 38, dois carregadores de metralhadora, duas pistolas 9 milímetros, a lista com os nomes de cinco pessoas e vários papéis com regras do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção conhecida por atuar dentro dos presídios brasileiros. A quadrilha foi presa por roubo e tráfico de drogas. O caso é investigado.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s