Coronéis e bandidos, coisas do Velho Centro-Oeste

Coronelzão da Região Sul do Mato Grosso do Sul, pode-se chamar de “Velho Oeste” aonde tudo se resolve de maneira peculiar, além de assessores tem capangas. De que outra forma explicar os motivos de haver nomeado ex-policial envolvido em atos de bandidagem? Segurança ou temor de chantagem?

De qualquer forma, ele se fecha em copas: “não vi, não sei”. Qualquer coisa vou pra minhas fazendas (ou seriam bunkers?).

Manda e desmanda e pode ficar respingado, mas não vai se afogar.

Coisas do Velho Centro-Oeste.

 Fantástico: quando a água bate na b…

aspones e puxa-sacos de todas as ordens se desesperam…

Bastou anunciar que reportagem especial sobre terceirizadas, que pesam sobre as administrações municipais de Campo Grande, serão denunciadas publicamente pelo Fantástico da Rede Globo e os “assessores” sem pasta começam a criar fakes nas redes sociais.

Acusam a produção de divulgar ‘memes’, quando na realidade são gravações geradas pelos próprios beneficiados dos desvios. Essa equipe afirma que a farra foi encerrada na gestão de Marquinhos Trad (o caçula), porém não esclarecem que foi determinação judicial e não deliberação executiva.

 No da outra gestão, é refresco

Os “acordos” de terceirização remontam à décadas, mas os defensores de determinados segmentos reputam à uma única administração (de duas etapas) o problema de desvio de verbas e apadrinhamento. Então vejamos as seis últimas administrações:

André Puccinelli (PMDB, atual MDB): 8 anos de governo municipal, com terceirizados. Nelsinho Trad (ex PMDB que é o atual MDB e agora, ele no PTB): 8 anos de gestão municipal, também com terceirizados. Alcides Bernal (ex PP, agora Progressistas) meio mandato, sem apoio e sob bombardeio da Câmara Municipal, dos vereadores que frequentam a fila onde apenas se repete as palavras do mandatário e ao final se diz: Amém; ainda que contra toda a população. Gilmar Olarte (ex-PP, depois defenestrado do qual nenhum partido ou ex-aliados quer aproximação), esse para ser esquecido como gestor e lembrado como boneco marionete dessa mesma turma anterior (vide as ações na Justiça até por estelionato). Bernal, segunda parte do mandato, arranjando as finanças públicas e rearranjando a Saúde, quando houve o início da decisão de cortar as “empresas terceirizadas.

Marquinhos foi obrigado por lei a cumprir a determinação judicial, não por determinação executiva sua encerrou os contratos de terceirizado.

Quem perdeu? A população de modo geral, por bem mais de Três Décadas, e os profissionais administrativos e professores que eram contratados da Seleta e Omep… Ah, também perdeu uma vereadora que apadrinhou pessoas e elevou as finanças da família, em nome de Deus, pois ela e o marido deputado estadual são evangélicos e costumam palestrar na Igreja Batista.

Incompetentes se cercam de pessoas incompetentes. E ponto final, não é?

 Curtíssimas…

Nelsinho Trad teve entre seus secretários os responsáveis pela Saúde, Luiz Henrique Mandetta (escândalo do Gisa) e Jamal Salém (apadrinhado de Paulo Siufi, o pediatra fantasma do distrito de Aguão – condenado mas cabe recurso). Na série de escândalos, superfaturamento… Marquinhos propôs um governo diferente, amparado em 30 anos de preparação para assumir o comando da gestão municipal, e nomeou Marcelo Vilela, sócio no consultório de seu irmão Nelsinho, para o comando da Saúde… A população está avaliando…

 Vai daí que…

Nome cotado para as próximas eleições, Mandetta… Siufi… Jamal… Nelsinho….

A coisa tá tão feia…

que até Zeca do PT tenta alguma forma de apoio na segunda maior região do estado, Região de Dourados; ex-prefeito Laerte Tetila aceitou ser seu suplente na chapa ao Senado.

Vamos pensar, na falta de qualquer nome que dê confiança ao eleitorado, vale pegar regiões e jogar com o bairrismo…

 … mas tá tão feia

que o sempre canditato que costuma alugar seu partido, o Partido do Posso Sozinho, é capaz de ser eleito para qualquer coisa e parar de arrancar secretarias das quais nunca deu conta. Manda no partido, mas não consegue estruturar e mandar em suas secretarias…

Até eles…

os ineptos: inimigo do Batman – semi-analfabeto – assessor especial da prefeitura da Capital, e aquele, de poucos e insípidos projetos, o pequeno polegar, podem galgar vaga na Assembleia Legislativa.

Mas não só eles…

A Prefeitura da Capital é um baita “Cabide de Derrotados”. O jeito e a cara do “Caçulinha”.

Prá finalizar

Tem vereador da Capital fazendo propaganda de Motel – graninha pro Caixa Dois, será? – e até criou um grupo em rede social para seus seguidores.

O Amor é Sem Fim, mas no Motel costuma durar apenas Duas Horas…

2 comentários sobre “Coronéis e bandidos, coisas do Velho Centro-Oeste

  1. Não “deu nomes aos bois” mas para o bom entendedor fica fácil entender quem, qdo, onde e como.
    Vamos que vamos e, como dizia o Ibrahim Sued : ademã, que cavalo não sobe escada

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s