Renegado pelo MDB, Sérgio Harfouche agora vai disputar o Senado

O PSC rompeu a aliança que havia construído com o MDB e oficializou, nesta terça-feira (14), a candidatura do procurador Sérgio Harfouche para o Senado Federal, aliás, era este o cargo para o qual havia demonstrado interesse de disputar ainda quando cogitou-se sua candidatura no pleito de logo mais. Desde então, o político já foi declarado candidato ao governo pelo próprio partido, a vice-governador na chapa encabeçada pela senadora Simone Tebet (MDB), e agora retorna como postulante ao Senado.

A saída do PSC do bloco liderado pelo MDB ocorre após os desfechos desta semana, que iniciou com a desistência da senadora Simone Tebet de disputar o cargo de governadora no lugar do líder partidário André Puccinelli, que está preso desde o dia 20 de julho por crimes de corrução, lavagem de dinheiro e ocultação de provas.

Harfouche e o presidente do seu partido, Cláudio Cavol, queriam assumir a chapa e que o MDB indicasse o nome para ser vice-governador do procurador licenciado. O PSC estipulou um prazo de dois dias para que os emedebistas respondessem à proposta, que foi negada nesta terça-feira (14).

Com a definição, o PSC retomou o plano de origem, que era justamente de dedicar-se a eleição de Sérgio Harfouche ao Senado Federal. Este ano são duas vagas em aberto para o cargo. Ainda conforme as informações da dupla, pelo menos cinco partidos formarão um bloco para apoiar o nome do procurador. O prazo para registros das candidaturas vence nesta quarta-feira (15).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s