Imagens de câmeras de segurança irão ajudar na investigação de atropelamento no Portal do Caiobá

Imagens captadas pelas câmeras de segurança de uma mercearia na esquina de onde aconteceu o atropelamento das irmãs Manuela e Jeniffer Duarte, de 11 e 14 anos de idade, irão ajudar a polícia na investigação do acidente. O motorista, identificado como Leonir dos Santos Lemes, 39 anos, não tem uma das pernas e estaria dirigindo embriagado. O veiculo, Corsa, não é adaptado e ele não tem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Outro homem, identificado apenas como Reinaldo, estaria com ele no momento do acidente, mas fugiu antes da chegada das autoridades.

Das duas vítimas, o estado mais delicado é o da menina Jeniffer, que completará 15 anos de idade no dia 11 deste mês. As adolescentes foram arremessadas contra o muro da casa vizinha, sendo que a mais velha acabou ficando debaixo dos escombros e do veículo. Ela teve as pernas esmagadas, fratura exposta no joelho, quebrou os dois braços e sofreu politraumatismo.

Jeniffer passou por uma série de procedimentos cirúrgicos durante toda a manhã desta segunda-feira (1º) e está internada, em coma, na Santa Casa. Seu estado clínico ainda é considerado gravíssimo. De acordo com a família, os médicos disseram que agora é necessário esperar que ela acorde para que novos exames possam ser realizados. Já a irmã mais nova está internada na ala ortopédica do hospital. Manuela sofreu ferimentos nos braços e nas pernas, mas passa bem.

O acidente

O acidente aconteceu na noite de domingo (30). Conforme o registro da ocorrência, Leonir seguia pela Rua Cachoeira do Campo quando, na esquina com a rua Ângelo Nakahodo, no bairro Portal do Caiobá, perdeu o controle da direção ao fazer uma manobra brusca. O carro bateu em outro veículo que estava estacionado as margens da pista, subiu na calçada e atingiu as adolescentes, que estavam sentadas na frente de casa.

Populares que testemunharam a ação chegaram a bater no motorista, que foi levado pela polícia para o atendimento médico. O impacto da batida foi tão forte que as meninas foram arremessadas contra o muro da casa vizinha, que se quebrou. A adolescente mais nova, inclusive, parou dentro de um guarda-roupa.

Moradores daquela área reclamaram ser frequente ver veículos em alta velocidade e que não respeitam a sinalização. Eles pedem um redutor de velocidade na rua. O muro da casa que foi destruído na batida já foi reerguido pelo proprietário, que espera pelo reembolso por parte do responsável pelo acidente.

A polícia está investigando o caso. Informações de testemunhas apontam que o motorista teria provocado outro acidente momentos antes de atropelar as meninas e que, por essa razão, estaria em alta velocidade. Leonir está internado na ala verde da Santa Casa, ele sofreu escoriações pelo corpo todo devido ao acidente e também às agressões que sofreu. Ele já está fora de perigo e deve prestar depoimento assim que os médicos autorizarem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s