Três instituições de MS são declaradas de utilidade pública estadual

Foram publicadas no Diário Oficial desta quinta-feira (18) três leis, de iniciativa dos deputados da Assembleia Legislativa, que declaram de utilidade pública instituições de Mato Grosso do Sul. A primeira delas é o Centro Espírita Aprendizes do Bem com sede no município de Campo Grande. Proposta pelo deputado Zé Teixeira (DEM), a Lei nº 5.263 tem como justificativa o reconhecimento do trabalho social desenvolvido pela entidade.

Já a Lei nº 5.264 declara de utilidade pública a Associação Viva Melhor, com sede no município de Costa Rica. “A entidade é filantrópica, sem qualquer fim lucrativo, e tem alcançado excelentes resultados de acordo com os seus objetivos que é atuar na promoção e na defesa dos direitos sociais e na formação integral da diversidade cultural, na educação, na música, no esporte, entre outros”, justificou o deputado Junior Mochi (MDB) – presidente da Assembleia Legislativa e autor do projeto – ao apresentar a proposta.

Também passa a ser de utilidade pública a Associação Ministério Salva Vidas, com sede e foro no município de Campo Grande. A Lei nº 5.265 foi uma iniciativa do deputado Lidio Lopes (PATRI). Na apresentação do Projeto de Lei, o parlamentar justificou que a  instituição, de pessoa jurídica de direito privado e sem fins lucrativos, trabalha para promover a recuperação social, material e espiritual do ser humano, em especial ao condenado, ao internado ou a qualquer cidadão sujeito a algum tipo de cumprimento de pena criminal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s