Agroecol 2018 começa domingo em Campo Grande

De 11 a 14 de novembro, a Capital será sede, da edição 2018, do congresso Agroecol que será promovido na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Neste ano, a temática principal visa abordar os “Sistemas agroalimentares, sociobiodiversidade, saúde e educação: Desafios e perspectivas”.

Com apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), através da Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer).

O evento propõe reunir agricultores, técnicos da extensão rural, pesquisadores, professores, gestores, estudantes, consumidores de produtos agroecológicos, assim como outros interessados pelo tema. Os interessados podem consultar a programação na íntegra.

A programação vai contar com mesas redondas, no qual recebem palestrantes nacionais e internacionais; discussões em grupos, minicursos e oficinas, exibições de curtas-metragens, apresentação de trabalhos técnico-científicos e de experiências individuais e coletivas em Agroecologia.

Também será promovida a Feira Agroecológica, paralelo ao Agroecol, um espaço de exposição e venda dos produtos e serviços da agricultura familiar (artesanatos, doces em compotas, alimentos in natura, etc). Outro ponto alto do evento é o ambiente de interação entre os participantes para troca de sementes e mudas nativas, além de promover a integração cultural.

O Agroecol

O evento é um conjunto de cinco seminários similares em seu campo de diálogo: a agroecologia. São eles:

  • 3º Seminário de Agroecologia da América do Sul;
  • 5º Seminário Estadual de Educação do Campo;
  • 7º Seminário de Agroecologia do MS;
  • 6º Encontro de Produtores Agroecológicos do MS;
  • 3º Seminário de Sistemas Agroflorestais em Bases Agroecológicas.

O evento é promovido pela Sociedade Científica Latino Americana de Agroecologia, Associação Brasileira de Agroecologia e demais instituições agroecológicas. A organização do evento conta com a UFMS, a Fundação Oswaldo Cruz do MS, a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), a Embrapa Pantanal, e o Governo de Mato Grosso do Sul.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s