Ainda não iniciou o período Bolsonaro, PT já iniciou o período “do contra”.

Será que não temos médicos no Brasil?

O Partido dos Trabalhadores foi contra tudo e todos, o tempo todo. Quem votou a favor de Tancredo Neves, e olha que ainda era o início da criação do partido, quando as ideologias afloravam, foi expulso. O partido não assinou a Constituinte, e hoje repudia a anulação do voto, ou abstenção. Em todas as eleições em que seu candidato, Luiz Inácio Lula da Silva foi derrotado, prometeram governos paralelos de oposição. Foram vários anos sem que o, depois presidente, não se preocupasse em estar preparado para assuntos internacionais importantes, apenas usando da desgraça alheia dos países subdesenvolvidos para estabelecer uma risível liderança.

A president’a’ do partido, Gleisi Hoffmann, ressalta em discurso, que o valor desviado da Petrobrás de 6 bilhões, não significa nada, para uma empresa com valor de mercado de 500 bilhões. Primeiro, foi muito mais que 6 bilhões, foram outras “fontes de renda”. Foram desvios do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES), do Ministério da Agricultura… Desvios, desvios, desvios…

Vamos para a Saúde

Agora se confronta a questão dos médicos cubanos, argentinos, bolivianos etc. A questão não é quanto se repassa para os profissionais, mas quanto é destinado aos seus países, quanto é desviado de nossa saúde.

Aonde foi parar aquele Partido dos Trabalhadores da década de 1980 que preconizava caráter e ética na política. Esvaiu por nove dedos. Fomos traídos, todos nós que acreditamos na mudança ética. Fomos traídos por aqueles juristas, combatentes, abnegados. Enganados, mais do que isso, traídos e manipulados por canalhas de todos os segmentos. Triste esse país que deve optar por forças antagônicas.

Contradições na Saúde

Não se dá condições de trabalho para os profissionais de saúde, mas se faz uma campanha exacerbando os profissionais de outros países. E sabemos qual, ou quais. Aplicada toda essa verba destinada a manter governos “amigos”, não do Brasil, mas de ideologias que necessariamente não coadunam com a maior parcela do povo.

Houve decréscimo da mortalidade nos municípios que colocaram profissionais médicos e não lhes sustentaram com condições de atendimento? Sim, apenas e tão somente porque passaram a ter algum atendimento médico, qualquer que fosse, ainda que sem condições perto do ideal. Capitais atuam sem o básico: gaze, algodão, álcool, iodo, luvas, máscaras. Se é assim nas Capitais, imaginem em municípios interioranos. Nesse caso tirem todos e coloquem os médicos de outros países, sem lhes dar estrutura.

Profissionais médicos sempre serão bem-vindos, mas que atuem por si e por seus pacientes, não para que sustentem seus governos. Proibidos de exercerem os benefícios da democracia que os acolhe. Coibidos do direito de ir e vir, do país que os acolhe.

Todos os médicos, obedecida nossa legislação, serão acolhidos, respeitados e terão nosso agradecimento.

Queremos cobrar do governo que 6 bilhões de Reais, que poderiam ser destinados ao seu bom exercício profissional,mais todos os desvios de uma corrupção endêmica, não sejam desculpa para que o Brasil não tem atendimento em regiões remotas, por falta de ética de nossos profissionais de saúde.

Aparentemente esse quadro será revisto pelo próximo governo, mas não basta retirar os profissionais do “mais médicos”, é imprescindível que se dê condições de trabalho para os profissionais da saúde do Brasil, sejam técnicos, administrativos, auxiliares, enfermeiros, médicos generalista e especialistas.

Que o presidente Bolsonaro, repense seu povo, pense e repense a escolha do futuro ministro da Saúde e faça todo o esforço para que sua equipe econômica priorize a Saúde.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s