Após mais de uma década, Campeonato Estadual voltará a ser disputado em ‘pontos corridos’

O sistema de disputa do Campeonato Estadual de Futebol foi alterado para a temporada de 2019 e também do ano seguinte, 2020. Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (19), os presidentes dos clubes na Série A aprovaram a mudança e, com isso, após mais de 10 anos, a primeira fase da competição mais importante do futebol sul-mato-grossense volta a ser disputada no sistema de ‘pontos corridos’.

Drogaria Rio de Janeiro vermelhado

Desde o campeonato de 2008 a fase inicial do Estadual era disputado com os times divididos em dois grupos, avançando os quatro melhores de cada chave para a segunda fase. Agora, o campeonato volta a contar com disputas corridas, ou seja, todos os 12 clubes se enfrentarão entre si em partidas de ‘ida’ e ‘volta’.

Com a mudança, serão ao todo vinte e duas rodadas, 132 jogos serão realizados entre os dias 20 de janeiro e 21 de abril. O campeão e o vice têm vagas na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro da Série D de 2020. Os quatro últimos colocados serão rebaixados para que, a partir de 2020, a competição passe a contar com apenas 10 clubes.

De acordo com a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS), no critério de desempate, se duas ou mais equipes empatarem em pontos, a vantagem será para o timeque obtiver o maior número de vitórias, se persistir o empate, será usado o saldo de gols, número de gols marcados e confronto direto. E, se mesmo assim permanecer o empate, será realizada uma partida extra, com a federação definindo o local do jogo.

A 1ª rodada terá os jogos entre Operário x Corumbaense, Urso x Novo, Sete de Setembro x Águia Negra, União x Costa Rica, Comercial X o vice-campeão da Série B e Operário-DD x o campeão da Série B. A série B do Estadual está acontecendo neste final de ano.

Mudança não foi unânime

Dos dez representantes de clubes que participaram da reunião arbitral, nove foram a favor do novo formato que deverá ser repetido em 2020, conforme prevê o Estatuto do Torcedor. Apenas o Presidente do NOVO, Américo Ferreira, votou contra os pontos corridos. “Era preciso mudar, pois o formato anterior estava saturado. Nós estávamos cansados, o torcedor e a imprensa, mas para este novo formato nós [o NOVO] não estamos preparados”, disse.

No sentido oposto, o Presidente do Operário, Estevão Petrallas, defendeu os pontos corridos. “É um formato mais justo, vai premiar as equipes que melhor se prepararem e tem tudo para ser um sucesso”, afirmou Petrallas. O sistema de pontos corridos foi usado este ano pela FFMS nos campeonatos estaduais Sub-19 e na Série B.

Em 2007, na última vez em que o campeonato estadual foi realizado no sistema de pontos corridos, o Águia Negra sagrou-se campeão enquanto que o, hoje extinto, União Marambaia e Juventude Esporte Clube (UMJEC), de Bonito, foi rebaixado, juntamente com o URSO, de Mundo Novo, que desistiu da competição em cima da hora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s