Diretoria da Hidroelétrica Itaipu aprova bancar construção de ponte em Porto Murtinho

A novela da construção de uma nova ponte que ligará o Brasil e o Paraguai em Mato Grosso do Sul ganhou um novo capítulo nesta semana. Segundo o ministro do Governo, Carlos Marun, a diretoria da Hidroelétrica de Itaipu Binacional aprovou o financiamento da obra, orçada em US$ 70 milhões (cerca de R$ 267,55 milhões), agora resta o aval dos conselheiros, cuja decisão final deve ser tomada já no início da próxima semana.

Drika final

Entretanto, apesar das definições favoráveis serem tomadas por agora, o início das obras deve acontecer somente no próximo ano, mais provavelmente no segundo semestre. Isso porque, além de outros trâmites, ainda é necessário abrir o edital para contratação da empreiteira que executará o projeto. Conforme Marun, a ponte é essencial para a efetivação da chamada Rota Bioceânica, que ligará o Brasil, Paraguai, Argentina e o Chile beneficiando o transporte de cargas para a Oceania e a Ásia via Oceano Pacifico.

A novela da ponte em Porto Murtinho já perdura alguns anos, o assunto começou a ser tratado ainda na gestão de André Puccinelli. O governo federal tinha o objetivo de dar início às construções ainda este ano, contudo, uma decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) impossibilitou que a Superintendência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) usasse os R$ 56,8 milhões, previstos no Orçamento da União de 2018, para bancar o projeto.

Pelo lado paraguaio do projeto da Rota, o governo local já iniciou o projeto de pavimentar 277 quilômetros da rodovia Transchaco, no trecho que liga Carmelo Peralta, na divisa com Porto Murtinho, a Loma Plata, no Departamento de Boquerón. Outros 382 quilômetros de rodovias paraguaias devem ter a pavimentação concluída em 2020, estando já preparadas para receber o transporte de caminhões, bitrens e treminhões pesados.

Além da ponte que ligará Porto Murtinho a Carmelo Peralta, o Governo Brasileiro via construir, já no início do próximo ano, uma nova ponte na cidade de Foz do Iguaçu, no Estado do Paraná, que ligará a cidade de Presidente Franco, no país vizinho. O projeto do estado vizinho está mais adiantado, inclusive, com a licitação aprovada, restando apenas liberar o recurso. As duas pontes foram inclusas no programa ‘Chave de Ouro’, que visa concluir, encerrar ou adiantar 20 projetos em todo o país neste últimos meses do governo de Michel Temer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s