Coronéis do Velho Centro-Oeste vão para a cadeia

Mas, vassalos, agentes de segurança, ainda trabalham para eles e tentam impedir a imprensa de registrar as prisões e apreensões.

O Conselho Nacional de Justiça ainda está intrigado com as decisões do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, que inocentou tantos. Mas ainda que exista e prevaleça o espírito de “corpus”, e subjetividades jurídicas pertinentes… Então, foram para os foros federais.

Agora, o bicho pegou…

Exceto os cupinchas e assessores, coisas esdruxulas que se sustentam e mantém essa corja política no poder, aqueles que pagam e convencem  aos eleitores menos instruídos, que sustentam a si próprios nas comissões e cargos, nada mais restará frente a uma Justiça que se faz a cada dia mais presente. Perdeu.

Mandetta, eu convidei e você não aceitou

Luiz Henrique Mandetta, indicado Ministro da Saúde do governo Bolsonaro“ anticorrupção”:

Após o STF ordenar que a Polícia Federal retome as investigações em março de 2018, é investigado por prejuízo na secretaria de saúde (de Campo Grande-MS) na chamada Operação Gisa, com valores estimados em 15 milhões de reais (sem correção e multa). Ele é primo do senador Nelson Trad Filho que tem bens bloqueados pela Justiça.

Se tudo der certo, repete-se a história de Roberto Cardoso Alves com o então presidente eleito, Tancredo Neves.

Roberto perguntou: Tá todo mundo perguntando se vou ser secretário.

Resposta de Tancredo: Diga que eu te convidei e você não aceitou. 

Talvez responda: Por motivos pessoais, não pude aceitar, mas não em ética para isso…

Só não é pior que…

O doutor Rey, que se ofereceu para o Ministério da Saúde e foi rechaçado, agora fazendo bico e dizendo que vai para a Marinha americana porque recusaram sua alta capacidade. Será que eu estou na esquina?

Geraldo Resende “Entre a Cruz e a Espada”

Expressão chegou até os nossos dias, vindas da obrigatória escolha dos judeus durante a inquisição, e é utilizada quando uma pessoa está diante de um dilema, de uma situação onde precisa fazer uma difícil escolha.

Com a nomeação da deputada Teresa Cristina para o Ministério da Agricultura, fica aberta a vaga para que Geraldo Resende reassuma o cargo de deputado federal (dessa vez não deu nas urnas), mas… porém… entretanto…todavia, ele aguarda aqueles famosos casos de perdedores adotados e acalentados pelos diversos governos estaduais que administraram Mato Grosso do Sul. Deve ser transformado em secretário. Se o governador Reinaldo quer a região de Dourados, não deveria apostar num eterno perdedor para a prefeitura do município.

Comandante em Chefe

Corre solta a conversa de que Edson Giroto pode negociar uma delação premiada. Conversa de pescador, mentira pura. Primeiro porque sempre andou na coleira segura pelas fortes mãos de André Puccinelli. Giroto é bom técnico, mas sem a menor capacidade de pensar livre (ou livre pensar, como diria Millôr); e pela sua incapacidade de iniciativa própria está enroscado em tudo, coisas que seu “suserano” tramou. Se delatar estará colocando a corda no seu próprio pescoço. Ai saudade de Raquel…

Um país governado por ministros

Bolsonaro tem sido feliz na escolha de seu ministério. Pessoal técnico e  capacitado, ainda e apesar da grita da esquerda mais radical. Ou nos alinhamos com países desenvolvidos (ainda que seja um Fiat 147 tentando acompanhar as Mercedes), ou retemos nossa trajetória numa estrada atrás das mulas que controlam a velocidade da pista.

Haverão problemas sociais? Sim. Não mais ou menos que sempre houve e que os governos de esquerda não conseguiram resolver.

Não há mais motivos para acompanhar a distribuição da miséria. Os projetos sociais beneficiaram apenas artistas alinhados e redistribuíram o pouco da classe média e baixa com a classe dos miseráveis. “Azelites” esconjuradas pelo atual milionário da sala de Curitiba permaneceram “azelites”.

Com uma categoria ministerial conforme vem sendo desenhada (exceto por alguns equívocos), o país será dirigido por ministérios mais enxutos e um  presidente assustado pela condição que não imaginava galgar, mas que terá (aparentemente) a humildade de focar nas suas incapacidades.

Réveillon grátis e ninguém quer ir…

Ou não pode entrar…

Será na base da quentinha ou na mesa de Peru, Ostras, Lagostas e que tais?

Quem gostaria de passar o Natal e Réveillon com os poderosos e endinheirados de Mato Grosso do Sul sem poder ultrapassar as barras do presídio? Muitos.

Tantos acreditam que ainda um dia, esses coronéis retomem as rédeas que lhes fizeram, também e talvez, um pouco “importantes” dentro de seus próprios mundos.

A Justiça, não daqui, não de Mato Grosso do Sul, não a Divina, mas a Federal  estão estabelecendo a verdadeira face do Brasil. Merece quem trabalha, merece a Ética.

Estamos distantes, mas não impossíveis.

Podem arriscar: Peru, Champagnat, Vinhos, mas não alcançarão a Liberdade. Sorry, ricos e encarcerados…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s