Duplicação da Av. Zulmira Borba vai impactar positivamente no comércio local

Valorização dos imóveis, maior fluxo de clientes e a consequente expansão dos negócios, essas são as principais apostas dos moradores do bairro Nova Lima e região com avanço das obras de infraestrutura. De acordo com a Prefeitura Municipal de Campo Grande, 85% do serviço de pavimentação já foram concluídos e agora as frentes de serviço estão concentradas na Avenida Zulmira Borba, que será recapeada e duplicada, passando a ter 17 metros de largura, absorvendo o fluxo de entrada e saída de veículos dos vários conjuntos habitacionais existentes por lá.

Luciano Meotti corretor imoveis

Aliás, duas quadras já estão prontas na Zulmira Borba, entre a rua Jerônimo de Albuquerque e a Rua Padre Antônio. Toda a extensão da Avenida será duplicada até o cruzamento com a Rua Major Giovane Francisco, como parte da pavimentação do Complexo Zé Tavares (a partir do cruzamento da Rua Francisco Pereira Coutinho) e do Nova Lima – etapa B (da Jerônimo de Albuquerque até a Francisco Pereira).

Outra via que será recapeada é a Rua Marquês de Herval (foto de capa), conhecida como ‘corredor da Nova Lima’,  que terá 548 metros do pavimento refeito, no trecho entre a Cônsul Assaf Trad e a Rua Padre Antônio Francisco. Na primeira quadra já foram feitas as correções do asfalto antigo e na seguinte a fresagem está em andamento.

Ao todo, estão sendo aplicados pelo Município R$ 23,3 milhões nas obras de drenagem, pavimentação e recapeamento do Bairro Nova Lima – etapa A. Conforme o balanço, 8,75 quilômetros de drenagem projetados já foram concluídas e mais de 85% do pavimento previsto (18,38 Km) está pronto. O projeto prevê que, além da Rua Marquês de Herval e da Avenida Zulmira Borba, também serão recapeados 832 metros da Rua Jerônimo de Albuquerque, a partir do cruzamento com a Rua Guilherme de Almeida.

Empresários esperam por resultados positivos

“Há 18 anos moro aqui e neste tempo presenciei muitos acidentes porque a pista é muito estreita para tanto carro.”, comentou o aposentado Carlos Roberto. Ele acredita que haverá valorização do imóvel quando tudo estiver concluído, inclusive, avalia a possibilidade de construir um salão para uma possível locação comercial.

Neste mesmo sentido, o microempresário João Luiz Camurça aposta em crescimento das vendas com a duplicação da avenida. “Muita gente que hoje busca rotas alternativas, como a Jerônimo de Albuquerque, optará por este caminho, que é mais rápido.”, disse.

A primeira etapa da pavimentação do Nova Lima abrange o asfaltamento das ruas Sócrates; Dona Maria Izabel; Dom Sebastião Lemes; Santo Inácio de Loiola;  Júlio Prestes; Eugênio Lima; Randolfo Lima; Assunção  Borba;  Martin Faustino; Padre Antonio Franco, Botafogo; Eugênio Silvério; Alfredo Borba; Firmo Cristaldo; Galileu; Aquiles; Celina Baís Martins, além das Avenidas Carlota Joaquina e Cândido Garcia. Estes trechos ficam no quadrilátero formado pelas ruas Jerônimo de Albuquerque; Zulmira Borba; Cônsul Assaf Trad e Marquês de Herval.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s