Discussão, empurrões e ameaças. Acidente de trânsito ‘simples’ resultou na destruição de duas famílias

As imagens captadas pelas câmeras de segurança de estabelecimentos comerciais mostram todo o desfecho de uma terrível briga de trânsito. Algo que poderia ter sido solucionado pacificamente ali mesmo, numa simples conversa, mas que acabou resultando na morte de um dos envolvidos. O motociclista Jefferson Moreira, de 37 anos, atingiu a lateral traseira de uma Peugeot Hoggar, de cor branca, que atravessava a  Rua Abrão Anache após sair da margem oposta da pista, onde estava estacionado na contramão.

Raulino Automóveis

Testemunhas relataram pelas redes sociais que a batida danificou apenas o retrovisor da motocicleta, um reparo que custaria menos de R$ 100,00. Jefferson não chegou nem mesmo a cair com a moto, já que a pancada foi de baixa intensidade. Logo após a colisão, o motociclista desceu, com o capacete na mão, e dirigiu-se até o cruzamento com a Rua Jerônimo de Albuquerque, onde o veículo também parou. O carro era conduzido por uma mulher, de identidade não confirmada.

Ao mesmo tempo em que Jefferson vai até o carro, o passageiro deste, Mark Lee Alves Reginaldo, 20 anos, desce e vai ao seu encontro, dando início a discussão. Além do casal, havia também uma criança no veículo. O motociclista, que trabalhava como jardineiro autônomo, havia acabado de deixar a esposa no local de trabalho e retornava para casa, onde iria limpar o jardim.

Na discussão, Jefferson, que aparenta ser mais forte que o outro rapaz, ameaça agredi-lo com o capacete, em seguida, eles trocam empurrões até que Mark Lee entra novamente no carro, desta vez assumindo a direção. O motociclista tenta impedir que o rapaz saia do local da batida, mas Mark engata a marcha ré e avança sobre o jardineiro, atropela e o arrasta por alguns metros, fugindo.

A cena é muito forte. Pelo menos dez pessoas testemunharam a tragédia, entre elas uma criança que estava ao lado do pai, na esquina. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas Jefferson não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local. Era 10 horas de segunda-feira (24), véspera de Natal quando tudo aconteceu; da batida até o óbito foram cerca de 20 minutos e duas famílias destruídas.

A pick-up foi encontrada na noite do mesmo dia. Populares fizeram uma denúncia anônima à polícia, que prendeu o veículo em um lava-jato do bairro Nossa Senhora das Graças. O autor do atropelamento se apresentou às autoridades na tarde de quarta-feira (26). O carro ficará no pátio da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro para a continuidade das investigações. O caso foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil.

Familiares em luto

O corpo de Jefferson foi velado no dia de Natal. Familiares não quiseram conversar com a imprensa, estavam todos muito abalados. Para os parentes, o atropelamento que resultou na morte do jardineiro foi intencional. Fato este que é comprovado pelas imagens das câmeras de segurança.

Pelas redes sociais, a irmã de Jefferson Moreira, Daniela Moreira, comentou o ocorrido. “Não era assim que eu espera o nosso Natal, não ganhei meu abraço de feliz aniversário magrela! Não pude nem se quer me despedir de você, meu coração está em pedaços em ver meu filho te chamar “acorda tio” e não temos resposta. Nosso amor por você e eterno obrigada por todos os momentos que você e Leticia Silva estiveram ao meu lado e ao lado do nosso pequeno Davi. Te amo eternamente.”, postou.

A esposa de Jefferson. Letícia Silva, também deixou uma mensagem nas redes sociais.  “É meu amor, agora você me deixou a gente viveu uma história tão linda, quantos altos e baixos já passamos juntos , quando eu mais precisei de você, quando perdemos nosso filho você estava do meu lado e agora o que vai ser de mim. Você era meu alicerce, meu porto seguro, minha proteção, como eu vou viver sem você meu amor… O que eu sinto por vc é verdadeiro e será levado para sempre, vc mudou minha vida me tornou uma mulher guerreira que não tinha medo de lutar contra o perigo quando eu pensava em desanimar vc segurava minha mão. E agora amor o que vai ser da minha vida sem vc, sem nosso filho… Mais tenho fé em Deus que assim como vc me ensinou a ser forte eu vou conseguir lutar, o que conforta meu coração é saber que agora eu tenho dois anjinhos da guarda… E vcs dois juntos vão cuidar de mim aqui na terra… Te amo meu amor vc foi meu maior tesouro…”, postou ela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s