Após ano conturbado, SAMU da Capital recebe novas ambulâncias

Foram entregues nesta sexta-feira (28) quatro novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de Campo Grande, além destas, também foram repassadas para a Secretaria Municipal de Saúde Pública (Sesau) sete novas caminhonetes, modelo L200 Triton, que serão destinadas aos serviços de vigilância em saúde e combate ao mosquito Aedes aegypti.

Kascatinha lanches

De acordo com o secretario municipal de Saúde, Marcelo Vilela, as ambulâncias tem um custo de R$ 223.083,00 cada, duas foram adquiridas através de uma emenda do deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM) e as outras duas com recursos próprios do Município de Campo Grande. Já com relação às caminhonetes, o investimento de cada uma é de R$ 125 mil, totalizando em R$ 875 mil, fruto de convênio com o Ministério da Saúde e que foi garantido após a intervenção da bancada federal.

Marcelo Vilela

“Esse é um momento de gratidão, resultado do empenho de todos e da parceria com os nossos parlamentares. A luta por melhorias precisa ser diária, mas acreditamos que subindo degrau por degrau nós vamos conseguir avançar e dar condições melhores aos nossos servidores e também a população através de um atendimento de melhor qualidade”, disse o secretário, durante a solenidade de entrega das viaturas.

A expectativa é que no próximo ano outras ambulâncias sejam entregues para aumentar ainda mais a frota do SAMU. Segundo informou o deputado federal Geraldo Resende (PSDB), pelo menos  três novas viaturas serão repassadas em 2019. “Nós estivemos articulando em Brasília e garantimos seis novas viaturas para Mato Grosso do Sul, sendo que três virão para a Capital.”, comentou. A portaria destinando as novas viaturas para o Estado foi publicada na edição desta sexta-feira do Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com os dados do SAMU, de janeiro a novembro deste ano foram atendidas 403 mil ocorrências na cidade, o que representa uma média de 35 mil por mês. No decorrer do ano, foram realizados 37 mil deslocamentos e 41 mil encaminhamentos. Atualmente o SAMU opera com seis unidades de suporte básico, duas unidades de suporte avançado, uma viatura de intervenção rápida (com médico) e uma viatura de transporte da SESAU. Do atual quadro, apenas uma viatura de suporte avançado encontra-se baixada.

Ano conturbado para o SAMU

SAMU ambulancia

O reforço na frota acontece em um ano marcado pela crise no serviço de socorro municipal, em julho, o SAMU tinha apenas duas ambulâncias atendendo toda a cidade, já que as demais estavam em concerto. Na época, o Ministério Público Estadual chegou a instaurar um Inquérito Civil (n. 06.2018.00002166-5) para apurar a insuficiência do número de ambulâncias em efetiva operação em Campo Grande.

O caso veio á tona após a coordenadora do SAMU, Maithê Galhardo, expor a situação em uma audiência pública da Assembleia Legislativa, realizada no início de julho. Numa reunião entre representantes do MPE, da Prefeitura e do ministro de Governo, Carlos Marun, ficou acertada a vinda de 10 novas ambulâncias para o reforço da frota, o que não aconteceu até agora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s