De repente deputado, Júnior Coringa tenta mostrar que ‘trabalha duro’ num Congresso em férias

Centro dos holofotes midiáticos neste início de ano novo, o agora deputado federal Ademar Viera Júnior (PSD) compartilhou pelas redes sociais dois dos 10 projetos que pretende apresentar à bancada do seu partido, na Câmara dos Deputados, para que, posteriormente, sejam encaminhados para o plenário daquela Casa. Alvo de inúmeras críticas por assumir um mandato ‘tampão’, com duração inferior a 30 dias, Júnior Coringa também apresentou a renúncia de R$ 33,7 mil ao qual teria direito para arcar com as despesas da sua mudança para Brasília (DF).

http://raulinoautomoveis.com.br/

“Protocolei, nesta quinta-feira, minha renúncia ao pagamento da ajuda de custo, referente ao inicio e término de mandato que são pagos aos deputados federais e senadores, e que há anos vem onerando o povo. Torço para que os próximos legisladores repensem nos gastos destas cifras, que podem ser revertidas à saúde, educação e tantas outras áreas que carecem investimento.”, diz a mensagem publicada pelo parlamentar.

49438987_2227829510818760_3604158068847280128_n

Já nesta sexta-feira (04), o deputado destacou que está preparando os primeiros projetos de sua autoria, que serão protocolados e acompanhados pela liderança do PSD na Câmara dos Deputados. Segundo Júnior Coringa, os projetos atendem aos anseios de 45 milhões de pessoas com deficiência no país.

“Primeiro projeto: Isenção Nacional da cobrança de estacionamento nos shoppings e supermercados para pessoas com deficiência por até 4 horas. Segundo projeto: Aumento do teto que possibilita a isenção de impostos na compra de veículos destinados a PCD de R$70.000 para indexação a 150 salários mínimos.”, diz a mensagem compartilhada no Facebook. “Vão ser dezenas de projetos apresentados nos ministérios e protocolo geral da câmara dos Deputados aqui em Brasília e acompanhado pela liderança do PSD.”, encerra a postagem.

Coringa foi empossado no cargo em solenidade totalmente improvisada, na quarta-feira (02). Ele era suplente do deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM), que renunciou para assumir o cargo de ministro da Saúde. O mandato do ex-vereador termina no dia 31 deste mês, o político sequer participará de uma sessão ordinária da Câmara dos Deputados, que está em recesso e só volta em fevereiro, com a posse dos novos parlamentares eleitos no pleito passado. Entretanto, Júnior Coringa terá direito ao salário de R$ 33,7 mil, além de outros benefícios e reembolsos que, juntos, podem chegar a R$100 mil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s