Governo é governo, não existe novo, diferente, nada. É tudo a mesma B… coisa

Não temos políticos, temos aproveitadores.

A cada eleição mandato é sempre decepção. Não se iludam em Mato Grosso do Sul (reeleito), São Paulo (empresário), Rio de Janeiro (juiz), Rio Grande do Sul (um jovem), Minas Gerais (um partido Novo), Brasil (que montou uma Democracia Militar).

Big Ben 1

Desculpas, as mais esfarrapadas, sempre servirão para “justificar” seus atos. Fechamento de escolas e demissão dos professores em Mato Grosso do Sul – queda do número de alunos; João Dória Júnior veta projeto que permitiria o funcionamento de Delegacias das Mulheres por 24 horas – motivo, falta de condições financeiras, mas então por que fez promessa em campanha? –; Rio Grande do Sul, Minas Gerais, sem condições de cumprir compromissos de campanha por falta de verba. E eles não sabiam disso?

Uma vergonha a política do Brasil. Bolsonaro se assustou com sua eleição, isso é claro e objetivo, cercou-se de seus superiores para que lhe ordenassem os rumos do país. Felizmente, nem chega a ser outra mentalidade, mas outros tempos.

Bolsonaro não foi eleito, o que o elegeu foi o “Basta”, mas apenas ele, inconsequente e até que meio incapaz, representava o sentimento de mudança que a população exigia. Após vários anos de corrupção e descaso, qualquer partido que fosse, até descambar na ladroagem petista escarrada e cuspida, o povo – e ai vamos fazer um parênteses – no descaso e escárnio do voto, elegeu Bolsonaro, com medo, com desconfiança, mas tudo menos que o Haddad, o poste da vez do presidiário Lula.

Estamos muito longe de 1964, do golpe de estado civil-militar. Temos plena e ampla visão dos regimes totalitários de esquerda, seus erros, seus discursos que se contrapõem aos atos de repressão pior e mais cruéis dos que tudo o que possa ser imputado à direita e aos reacionários. Longe de uma democracia? Sim. Mas, dizia Winston Churcill.  “A democracia é o pior dos regimes políticos, mas não há nenhum sistema melhor que ela.” Por qual motivo a esquerda não aceita? Por que sempre seus argumentos são válidos e oposicionistas são imbecis? Por que a esquerda nunca deu certo? Por que tantos assassinatos de opositores? Por que tantas delações são desqualificadas quando denunciam erros da esquerda, mas tão aceitas quando denunciam erros da “direita”.

Pesa, e muito, a ingerência dos governos executivos de esquerda sobre as ações e atos do Judiciário. Vamos focar em poucos: indulto de Natal a José Dirceu e Delúbio Soares, assinado pela Dilma; Nomeação de Lula para o ministério como forma de que ele tivesse foro privilegiado e, nas longas delongas do julgamento pelo Supremo Tribunal Federal, escapasse da prisão; o asilo político de Césare Battisti concedido pelo presidente Lula; expulsão de bóxeres cubanos que haviam pedido asilo político ao Brasil e, por último, a presença de Gleise Hoffmann na posse do ditador Maduro, da Venezuela… E vai dai que…

Não temos políticos, temos aproveitadores. Nossa fé em dias melhores é relegada ao lixo. Mudam nomes, não atitudes, não as atitudes pernósticas dos “detentores do poder”. Não aprendemos, ainda, a saber que nós fazemos a política, somos senhores e detentores de todos aqueles que, eleitos ou concursados, ou nomeados, estão sob nosso julgo, nosso comando.

Os servidores públicos, em sua maioria, conseguem entender isso. São dedicados e positivos. Os políticos não, se acreditam senhores de um poder que, efetivamente não têm. E a população, relegada à ignorância, ao descaso, ao escárnio até, impedida de ter acesso às condições básicas de vida na saúde, educação, transporte, lazer, se acha e sente submissa, até que venham, efetivamente, entender o que é Democracia. Repito sempre: temos pouco mais de 35 anos de período democrático, estamos engatinhando. Não nos sintamos menores, vejam o que acontece nos Estados Unidos da América (do Norte), aonde, ainda com mais de 200 anos de estado democrático pleno, existem rusgas provocadas por um presidente insano.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s