Drogado e vivendo na rua, homem foi agredido na Capital. Desumanidade

Vítima teve ferimentos no abdômen e foi encaminhada para Santa Casa.

Morador de rua, de aproximadamente 25 anos, sob efeito de drogas foi encontrado por populares na Rua Jussara, Bairro Guanandi, Capital.

A tentativa de homicídio ocorreu na noite de sexta-feira (18) e a vítima apresentava com ferimentos no abdômen, encaminhado para a Santa Casa, não soube identificar o agressor, ou agressores. O caso está sob investigação na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (DEPAC) Piratininga.

Excluídos e sob risco constante

Moradores de rua, comumente, estão expostos a todos os tipos de drogas e, pela falta de condições financeiras fazem uso das mais baratas e mais agressivas. São clientes indesejáveis dos traficantes que preferem receber em dinheiro pela mercadoria, evitam aborrecimentos de objetos resultado de pequenos furtos.

Drogados pobres e excluídos são descartados facilmente. Ainda que inoperantes para a sociedade, custam caro aos cofres públicos que lhes socorre em tratamentos de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), Tuberculose e outras.

Chega a ser uma atitude burra não disponibilizar um bom tratamento de desintoxicação, com acompanhamento psicológico e apoio de albergue. Sim, o resultado desses tratamentos não costumam apresentar um resultado significativo percentualmente, mas pensando friamente, economizariam em internações como a desse rapaz, ou até mais graves; custo com investigações que costumam levar a lugar nenhum – vigora a lei do silêncio e do “não sei” – ainda que sejam investigações de roubos e furtos efetuados por eles; enterros para as vítimas fatais; e perda de mão de obra, pois a maioria são jovens e ainda com força de trabalho.

Descaso e desumanidade

Talvez nada disso realmente interesse. Deveríamos nos questionar a cada dia o que significa a perda de uma vida, ainda que torta, ainda que sejam invisíveis para nós – até que, de uma forma ou de outra, nos atinja e sejamos suas vítimas. O poder público lava suas mãos, outras tantas “clínicas” sejam apenas um negócio a explorar a desgraça alheia. Generalizei para chocar, sabemos que existem associações sérias.

Um certo governador do antigo estado da Guanabara ficou sob suspeita de lançar ao mar, de aviões, os mendigos para que morressem afogados – naqueles tempos, apenas mendigos, usuários apenas de Paraty (aguardente da época). Que a moda não retorne e algum iluminado resolva utilizar nosso Aquário do Pantanal com dois objetivos: dar utilização para uma obra custosa e inútil, e resolver o problema de uma Capital que vê sempre mais a cidade tomada pelos excluídos.

 

Um comentário sobre “Drogado e vivendo na rua, homem foi agredido na Capital. Desumanidade

  1. O que explica o ser humano rejeitar e querer exterminar todos o que ele julga serem inferiores ? Se é um cachorro ou um andarilho, não importa, todos devem ser exterminados.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s