Parque Sóter abre a partir de hoje para pets; conheça as regras

O Parque Ecológico do Sóter, localizado na Rua Cristovão Lechuga Luengo, na Mata do Jacinto, em Campo Grande, estará liberada para passeios com cães a partir desta sexta-feira (1º). A portaria que autoriza a liberação de cães no local foi assinada nesta manhã de quinta-feira (31) pelo Prefeito Marquinhos Trad, no lançamento do Calendário Esportivo 2019 da Fundação Municipal de Esportes (Funesp).

PMCG Midia IPTU

Esse é o primeiro parque da Capital que será liberado para que a população possa caminhar com seus cães, conforme comentou o diretor-presidente da Funesp, Rodrigo Terra. “Há uma demanda crescente por espaços onde os animais possam passear e a Prefeitura, ouvindo a população, vai trabalhar em duas linhas. A primeira é liberando o Parque Sóter para a entrada de cães conduzidos com coleira e guia, e a segunda é buscar empresas parceiras para criar um ambiente adequado e seguro para que os animais possam ficar soltos”, explicou Terra.

Para a liberação do Parque, a Funesp e o Conselho do Bem Estar Animal, definiram regras de passeio, entre elas está o uso de coleira com guia e o recolhimento das fezes dos cães pelos seus donos, como regulamenta a Lei Complementar Municipal n. 79 de 09/12/05, que também apresenta a obrigatoriedade dos cães terem registro emitido pelo município, como explica a veterinária e coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Iara Domingues. “O registro no CCZ é uma obrigação de todo cidadão que tem animais domésticos. Custa R$15 e garante a instalação de um microchip. Essa guia pode ser emitida pelo CCZ ou na Casa do Cidadão. Já para os donos de cães com termo de adoção do CCZ ou das ONGs de animais não há custo. A Lei coloca que terá multa para o animal que não tem o RGA, mas a intenção do CCZ é de orientação”, disse Iara.

Regras do passeio no Parque Sóter

– O uso de coleira e guia;

– A condução do cão por pessoa maior de 18 anos e um animal por vez;

– Recolher as fezes do seu cão;

– Cães das raças: Pit Bull, Mastim Napolitano, Doberman, Rottweiler, Dogo Argentino, Fila Brasileiro, Bull Terrier, Akita, Chow Chow, Cane Corso, ou mestiços destas, deverão circular no parque conduzido com guia curta, enforcador de aço e focinheira.

– Ser registrado no Centro de Controle de Zoonoses (RGA) e vacinado anualmente contra a Raiva

Projeto Parcão

O projeto da Prefeitura prevê a implantação de uma área de 5.400 m² para o “Parcão”, nome do novo projeto, com espaço gramado, alambrado de 1,5 m de altura, brinquedos e bebedouros específicos para cães, além de assento para os tutores. O espaço, construído pela iniciativa privada, será administrado pela Funesp. A criação do “Parcão”, já previsto na Lei n. 5920/2017, aprovado pela Câmara Municipal e sancionada pelo Prefeito Marquinhos Trad, destina espaço privativo para lazer, exercício e convívio de cães sem a utilização de guias ou outras formas de contenção do animal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s