O heroico trabalho de um soldado pelo seu partido

Talvez tenha passado despercebido pelo público amante da política, afinal, é algo que ocorre sem grandes holofotes midiáticos, mas é importante destacar o heroico trabalho do ‘soldado petebista’ Adaltro Albineli  para que sua agremiação partidária, o PTB, não fosse sucumbida pela sempre triste rachadura política.

Sanmar contabilidade

A crise que (quase) se iniciou na cúpula petebista sul-mato-grossense surgiu com a inesperada saída do presidente do Diretório Estadual, senador Nelson Trad Filho, que de uma hora para outra ingressou ao PSD, a mesma legenda onde estão seus irmãos Marcos Trad, prefeito de Campo Grande, e Fábio Trad, deputado federal.

Sem presidente, coube à Adaltro Albineli, como secretário-geral e membro do Diretório Nacional do PTB, tomar as providências cabíveis e evitar uma eventual crise, sempre buscando pelo diálogo entre as partes e a coletividade. A decisão tomada pela Nacional foi de dissolver todo o Diretório Estadual, alegando entre outras coisas o não atingimento da meta estipulada para a eleição de 2018 – de eleger ao menos um deputado federal –, no mesmo ato foi nomeado o deputado estadual Neno Razuk para ser presidente de uma comissão provisória.

De acordo com Albineli, que permaneceu como secretário-geral, a missão do grupo é montar um novo Diretório Estadual até o mês de junho deste ano, também terão que criar novos diretórios municipais no Estado, além de ampliar o número dos atuais 28 para 50 cidades. Hoje, o PTB tem em Mato Grosso do Sul 44 vereadores, quatro vices-prefeitos e um prefeito. Na eleição de 2018, o partido fez um senador, o Nelsinho, que acabou deixando a sigla depois de eleito.

Sobre o seu papel nesse processo, Adaltro Albineli avalia que foi positivo e fundamental para uma solução de consenso. “Acredito que foi uma atuação destacada. Assim que ocorreu a vacância com a desfiliação do Nelsinho informei e busquei orientações junto a Direção Nacional. A partir daí, eles decidiram pela dissolução do Diretório Estadual embasado no Estatuto do partido e na lei que trata da cláusula de desempenho. Enfim, acho que cumprir com o meu papel como um soldado petebista.”, comentou.

Ainda conforme ele, o trabalho partidário deve começar para valer mesmo somente após essa semana de Carnaval. “Tenho me dedicando graciosamente pelo PTB. Depois do Carnaval vamos reiniciar o processo de refazer os Diretórios Municiais. Agora, na gestão de Neno Razuk, estamos falando de um projeto a ser construído ‘a quatro mãos’. Isso é bom.”, finalizou Adaltro Albineli.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s