Top Circo realiza 4 temporadas por bairros da periferia da Capital

Parte do imaginário de todos nós, o circo é um lugar mágico que conta com a alegria do palhaço, a sutileza e maestria dos trapezistas a ousadia dos malabaristas, entre tantos outros números de diversos artistas. Este riso, alegria, espanto e encantamento estarão presentes durante os quatro meses do projeto Temporadas no Picadeiro Mágico Top Circo, com programação totalmente gratuita.

Marcos Camargo Som

O projeto foi contemplado com recurso do FMIC (Fundo Municipal de Investimentos Culturais), oriundo da Prefeitura Municipal de Campo Grande, através da SECTUR (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo).

A primeira temporada iniciou no dia 7 de março, às 20h, no bairro Dom Antônio Barbosa, com apresentação do circo para o público em geral. No dia 12 uma nova apresentação do circo será feita aberta ao público, às 20h. Já pela manhã do dia 13 de março, estudantes e frequentadores de projetos sociais da região irão ao circo assistir o espetáculo e conhecer um pouco de sua história. Durante a tarde se apresentam com os números circenses tanto os artistas do Top Circo, quanto o artista convidado, o palhaço e ator Anderson Lima.

Neste dia, após o espetáculo, os artistas promovem uma conversa em torno do tipo de espetáculo de cada um e como foi o processo de montagem. O projeto continua durante todas as semanas do mês de março no Dom Antônio Barbosa.

Cada uma das quatro temporadas do Picadeiro Mágico Top Circo contará com um convidado do chamado “Circo Sem Lona”. “O circo tradicional é itinerante, circula pelas cidades, pelos bairros, já o ‘Circo Sem Lona’ se junta um pouco com o teatro e circo-escola, contando com oficinas de circo, espetáculos de rua ou em palcos teatrais. Tivemos a ideia de juntar os dois para falar das diferenças”, explica um dos fundadores do Top Circo, Hugo Perez.

Ao todo terão 40 apresentações dos artistas do Top Circo, 10 apresentações de artistas convidados e 4 encontros no Circo da família Perez entre artistas do Circo e os artistas convidados com o público, durante os meses do projeto. Também recebem as apresentações os bairros Jardim Colorado, durante o mês de abril tendo como convidados Breno Moroni, Michelly Dominiq e a Oficina de Criação Teatral, Ana Maria do Couto durante o mês de maio com os convidados Pepa Quadrini Michelly Dominiq e a Oficina de Criação Teatral, e Vila Nasser durante o mês de junho tendo como convidados o grupo Circo do Mato Michelly Dominiq e a Oficina de Criação Teatral.

Para Hugo, itinerar por diferentes regiões de Campo Grande promove acesso e oportunidades para a população que vive na periferia da cidade, já que na maioria dos casos as famílias têm uma renda financeira pequena e grande dificuldade para fruir os bens culturais.

Como primeiro convidado, Anderson se diz um grande admirador da família Perez. “Já conhecia o trabalho deles e acredito que as periferias das cidades são sempre desassistidas de projetos culturais. Levar um trabalho que contribui para a cidade há mais de seis décadas é algo necessário para colocar o circo dentro do valor que ele merece e sempre mereceu ao longo da história”, afirma.

História

O Top Circo é o único circo de lona itinerante de Mato Grosso do Sul ainda ativo. A família Perez tem artistas circenses há pelo menos 4 gerações, por isso as 4 temporadas do projeto.

Ele foi criado, como Circo Real Pantanal ainda na década de 1950 e perdura desde então. “Este projeto é importante tanto para preservar a história da minha família, quanto para não deixar a cultura circense morrer. É muito bom ter o resgate de nossa cultura e compartilhá-la com o público sul-mato-grossense”, garante Hugo.

Ingresso solidário

No dia 22 de fevereiro um incêndio atingiu um trailer dos proprietários do circo quando estavam instalados no Jardim Los Angeles e a família Perez perdeu grande parte do que tinha, incluindo material de trabalho, equipamentos, comida e roupas.

As apresentações que acontecem durante o projeto Temporadas no Picadeiro Mágico Top Circo são todas gratuitas, mas a família pede, para quem puder ajudar, que deixe uma doação pagando um “ingresso solidário”, de qualquer valor.

Serviço: Na primeira temporada do projeto a lona do Top Circo estará na rua Anselmo Selingardi, em frente ao número 970. Todos os espetáculos são gratuitos e acontecem durante o mês de março, nos dias 12, 19 e 28, sempre às 20h. Nos dias 13 e 20, as 09h e nos dias 13, 20, 26 e 27 às 14h.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s