Por onde anda Alcides Bernal? PP questiona sumiço de seu líder

Os principais nomes do PP em Mato Grosso do Sul estiveram reunidos nesta terça-feira (12), na Assembleia Legislativa, para discutir os rumos da legenda, especialmente com a proximidade do pleito municipal de 2020. Chamou a atenção à ausência do presidente da Executiva Estadual do partido, o ex-prefeito Alcides Bernal, o principal ‘puxador’ de votos da legenda.

Big Ben 1

Aliás, um dos temas colocados na roda de conversa dos engravatados foi o próprio distanciamento do líder partidário de seus companheiros. Desde o fim das eleições estaduais de 2018, quando tentou concorrer para deputado federal mas acabou impedido pela Justiça, Alcides Bernal sumiu dos holofotes midiáticos.

Ele tem passado boa parte do seu tempo nas redes sociais, onde ‘alfineta’ adversários políticos, como o prefeito de Campo Grande, Marcos Trad (PSD), e também critica seus colegas de legenda, em especial os vereadores Valdir Gomes, Cazuza e Dharleng Campos, que são chamados de traíras pelos seguidores do político.

A propósito, Gomes comentou com a imprensa que está insatisfeito com o caminhar do PP e que pode deixar a legenda se nada for feito. “Quem comanda tem que comandar com todos, não fazendo reuniões para falar mal de quem é do partido. Não fazer reunião para falar mal de quem não está. Na hora oportuna eu vou apresentar, tenho gravado”, expôs o vereador.

PP.jpg-320x240

A reunião de hoje aconteceu no gabinete do deputado Evander Vendramini e contou com a participação dos vereadores Cazuza e Valdir Gomes, além do vice-presidente do PP regional, Ulisses Duarte, e do ex-secretário de Saúde e ex-candidato a deputado estadual, Ivandro Fonseca, considerado o mais próximo do líder progressista.

Cazuza cobrou dos colegas uma definição quanto ao futuro do partido para a eleição de 2020. Ulisses afirmou que Bernal segue no comando do PP em Mato Grosso do Sul e vai dialogar com ele a fim de evitar um racha ou uma debandada. Já Evander comentou que Bernal tem o prazo de uma semana para se manifestar, caso contrário, uma comissão será criada para pedir o afastamento dele da Executiva Estadual.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s