Possível adversário em 2020, PSD sonha com Juiz Odilon no time de Trad

O pleito estadual de 2018 revelou para a política a figura do juiz federal Odilon de Oliveira (PDT). Derrotado no segundo turno, ele não esconde o desejo de seguir nessa empreitada e a Prefeitura Municipal de Campo Grande pode ser o seu próximo alvo. Essa linha de raciocínio já foi premeditada pelo PSD, hoje comandado no Estado pelo poderoso clã Trad, que agora almeja trazer para a agremiação partidária o próprio Odilon, precavendo-se assim de um eventual confronto na sonhada reeleição do prefeito Marcos Trad.

Sanmar contabilidade

Na eleição passada, quando disputou o cargo de governador do Estado de Mato Grosso do Sul, enfrentando o ‘dono da máquina’ Reinaldo Azambuja (PSDB), Odilon somou 151.806 votos no primeiro turno apenas na Capital, no segundo turno esse número subiu para 215.193. Reinaldo obteve 200.692 e 243.742, respectivamente. Se formos comparar com os números obtidos por Marcos Trad na disputa para a prefeitura de 2016, no primeiro turno, foram 147.694 votos e 241.876 no segundo.

Como parte dessa estratégia para tirar Odilon da jogada, o PSD deve oferecer, via Marcos Trad, um cargo na Prefeitura Municipal de Campo Grande. Desta forma, o juiz não disputaria o pleito que se avizinha e, de quebra, passaria a atuar ao lado do próprio Trad, no mesmo palanque e ecoando o mesmo grito.

Conforme informações divulgadas pelo jornal Correio do Estado na edição desta terça-feira (12), a proposta que está na mesa de negociação é o cargo de chefe da assessoria jurídica da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e da Ciência e da Técnologia (Sedesc), que até o dia 1º de março era ocupado por Viriato Pereira dos Santos, exonerado junto com o então secretário, engenheiro agrônomo, Abrahão Malulei Neto.

Desde que terminou a corrida eleitoral de 2018, Odilon de Oliveira tem dedicado o seu tempo para comentar assuntos de política e conteúdos de maior relevância nas redes sociais. Recentemente, retomou a carreira de advogado, segundo ele, irá atuar na área de direito tributário, direito empresarial e administrativo. Em entrevista ao Correio do Estado, o ex-juiz afirmou que ainda mantém conversas com o PDT sobre o pleito de 2020 e que seu futuro na política está em aberto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s