Hemosul entra em estado de emergência para sangue tipo O Negativo

O Hemosul – Hemocentro Coordenador entrou nesta quarta-feira (13.2) em estado de emergência para a tipagem O Negativo. Os estoques estão zerados e a necessidade é imediata. A tipagem é de ampla utilização e é necessário uma reação rápida da população porque há vários pacientes internados nos hospitais do Estado. As últimas 13 bolsas de sangue O Negativo foram distribuídas na manhã desta quarta-feira (13.3) para … Continuar lendo Hemosul entra em estado de emergência para sangue tipo O Negativo

Campanha de combate às ISTs vai distribuir 124 mil preservativos no Carnaval

A Prefeitura de Campo Grande, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), deu início à Campanha de Prevenção e Combate a IST/AIDS (Infecções Sexualmente Transmissíveis), voltadas ao Carnaval 2019. As ações tiveram início no último sábado (16) e estão programadas para ocorrer no próximo fim de semana, durante os dias de folia e no último evento da programação carnavalesca, com o objetivo de distribuir 124 mil preservativos fornecidos pelo Ministério da Saúde. Continuar lendo “Campanha de combate às ISTs vai distribuir 124 mil preservativos no Carnaval”

CFM regulamenta telemedicina no país; atendimento deverá ser gravado

Médicos brasileiros vão poder realizar consultas online, telecirurgias e telediagnóstico, entre outras formas de atendimento à distância, conforme a Resolução nº 2.227/18, do Conselho Federal de Medicina (CFM). O texto estabelece a telemedicina como exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças e lesões e promoção de saúde, podendo ser realizada em tempo real ou off-line. Continuar lendo “CFM regulamenta telemedicina no país; atendimento deverá ser gravado”

A Saúde de mal a pior: Mandetta descobriu a roda e o secretário de saúde da Capital não aprendeu a fazer contas

O atual ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta quer implantar o 3º turno nas Unidades Básicas de Saúde depois que descobriu que o horário de atendimento coincide com o horário de trabalho de grande parte dos trabalhadores. Enquanto foi secretário de saúde do município, durante a gestão de seu primo Nelsinho Trad, atual senador, a saúde foi sofrível (para usar um termo delicado) e houve a não implantação do sistema de gestão de informações em Saúde (Gisa) que nunca funcionou mas pagou a alguns dos envolvidos na Operação Lama Asfáltica (investigados e presos por crimes cometidos) mais de R$ 8 milhões. Agora, na função de ministro, mantém o foro privilegiado que já possuía como deputado federal. Continuar lendo “A Saúde de mal a pior: Mandetta descobriu a roda e o secretário de saúde da Capital não aprendeu a fazer contas”

Pede pra sair, secretário de Saúde de Campo Grande. Sem fralda, estamos cagados

O pior cego é o que não quer ver. A saúde pública em Campo Grande está sem comando. Todos os projetos foram encerrados, agora, são lançados com novos nomes e sem eficiência. Falta, insumos, medicamentos, profissionais, mas o prefeito Marquinhos Trad mantém o ex-sócio do seu irmão, que sequer comparece ao gabinete, como um secretário sem gestão.  Ainda que a imprensa noticie que faltam medicamentos … Continuar lendo Pede pra sair, secretário de Saúde de Campo Grande. Sem fralda, estamos cagados